Boas Práticas

A ADENE tendo como missão o desenvolvimento de atividades de interesse público na área da energia, do uso eficiente da água e da eficiência energética na mobilidade, não poderia deixar de ter a responsabilidade de influenciar o comportamento na gestão de recursos, nomeadamente na área da eficiência energética e hídrica junto dos consumidores.

No caso da energia, é natural que à medida que uma sociedade se torna mais desenvolvida, aumentem as suas necessidades de conforto e o consumo de energia. Mas não tem de ser assim. É possível fazer uma utilização responsável, ou seja, consumir menos energia em cada produto ou serviço que utilizamos, sem alterar o nosso estilo de vida ou sem abdicar do nosso conforto.

A isto chama-se eficiência energética e não é um conceito difícil de perceber nem de praticar, mas implica tomar medidas.

Quer um exemplo? Apagar a luz ao sair de uma divisão é um bom princípio. Além do tema do comportamento só conseguimos ser energeticamente eficientes se recorrermos a tecnologias e processos que permitam evitar o desperdício em todas as fases.

“A eficiência energética é a otimização que realizamos no consumo de energia”.

Assim, desde o momento em que a energia que existe na natureza se transforma em calor, frio, ou luz, é preciso atuar para evitar perdas com base numa otimização dos sistemas. O mesmo acontece em relação ao consumo. O desperdício de energia que ocorre nesta fase implica adotar medidas que permitem uma melhor utilização da energia, tanto no sector doméstico, como nos sectores de serviços e indústria.

O termo “Utilização Racional da Energia” (URE), associado ao conceito de Eficiência Energética, quer dizer isso mesmo e contamos com a energia de todos para o pôr em prática.

No caso da eficiência hídrica, ainda que a importância da água seja hoje mais sentida por todos, há ainda desperdícios na utilização da água, incluindo no nosso dia-a-dia.
Só nos edifícios é estimado um potencial de poupança da água de, pelo menos, 30%!

Em alguns casos, a opção por produtos e sistemas de utilização de água mais eficiente, em comparação com sistemas convencionais, permite economias de 45% do consumo de água.

Também a poupança da energia usada para aquecer essa água conduz a economias combinadas de água e energia nos edifícios, que podem atingir os 50%.

Estas economias, e as medidas que podemos pôr em prática para as conseguir, contribuem para:

  • Reduzir o uso da água, aumentando a sua disponibilidade em períodos de escassez
  • Manter ou melhorar o conforto no uso da água nos edifícios
  • Poupar nas faturas de água e energia todos os meses.

Vamos, por isso, integrar o uso eficiente da água na nossa vida, vamos tornar o uso racional e consciente da água num gesto diário!

eXperimente!

COMO?

Visite o Portal Aqua eXperience, a fonte de água do futuro!

Tenha em mente que a energia do futuro é movida pelas ações que todos os dias realizamos.

O nosso papel é ajudá-lo a adotar um conjunto de boas práticas que vão contribuir para melhorar o desempenho energético e as condições de conforto da sua casa.
Passo a passo, ponha a poupança a funcionar através dos vários programas de educação comportamental.

Close Menu