Já alguma vez pensou que as estações de comboio e/ou autocarro que se utilizam diariamente poderiam ser melhores, seja ao nível do conforto ou da eficiência energética?

Melhores estações de combóio

As estações de interfaces de transportes sejam, rodoviários, ferroviários ou fluviais das cidades do sudoeste da Europa consomem grandes quantidades de energia e são responsáveis por importantes níveis de emissões de gases com efeito de estufa, afetando a qualidade de vida dos cidadãos e a imagem das cidades.

O Projeto Sudoe Stop CO2, do qual a ADENE é parceira, tem como objetivo criar ferramentas e metodologias para mitigar essas insuficiências que derivam da conceção e manutenção destas instalações, e desta forma reduzir a fatura energética e o impacte ambiental, aumentando o conforto dos seus utilizadores e promovendo uma maior utilização dos transportes públicos.

logo sudoe-stop-co2

Resultados esperados do projeto:
• Incluir as interfaces de transporte como foco de políticas locais de sustentabilidade, não apenas enquanto ponto âncora da cadeia de mobilidade, mas também como um elemento essencial e diferenciador de conteúdos da eficiência global dos centros urbanos;
• Disseminar boas práticas e realizar ações piloto através de técnicas inovadoras (sistemas 3D e BIM) para a redução da fatura energética destes edifícios;
• Criar uma ferramenta de avaliação do desempenho energético das interfaces de transporte;
• Criar uma rede de estações sustentáveis para partilha de experiências e de soluções que melhorem a sua eficiência energética;
• Elaborar e disseminar recomendações para as administrações públicas em geral e agentes do setor dos transportes em especial.

Nos dias 18 e 19 de junho, o consórcio reúne-se em Lisboa e irá efetuar uma visita técnica a uma interface de transportes de Portugal, a qual contou com a assistência técnica da ADENE na realização de um diagnóstico energético e estudo de medidas de melhoria de eficiência energética.

SUDOE STOP CO2 é um projeto em desenvolvimento no âmbito do Programa de Cooperação Interreg V-B Sudoeste Europeu (Interreg Sudoe, www.interreg-sudoe.eu), cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), e conta com os seguintes parceiros: ADENE – Agência para a Energia; Agence lacale de l’énergie et du climat Métrolpe bordelaise et Gironde – ALEC; CARBONE 64 – Bureau et consell thermique, CETENMA – Centro Tecnológico de la Energía y del Medio Ambiente de la Región de Murcia; FEUP – Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto; Fundación Centro Tecnológico en Logística Integral Cantabria – CTL, Terminales de Autobuses de Cantabria S.L.; TIPEE – Plateforme technologique bâtiment durable.