Teve lugar no passado dia 5 de dezembro a Grande Conferência anual Água & Energia, promovida pela ADENE, que fomentou o debate alargado em torno das temáticas do nexus água-energia, no que diz respeito aos edifícios e à indústria, e o uso eficiente de recursos. A Conferência foi ainda ocasião para a apresentação, em primeira mão, do AQUA+, o primeiro instrumento de classificação da eficiência hídrica nos edifícios.

Paulo Ferrão, Presidente da COST Association, lançou o mote para o debate enquanto Keynote Speaker, destacando a relação dinâmica entre energia, água, recursos e outros indicadores de desenvolvimento das sociedades. Focou ainda a importância das abordagens inovadoras e da tecnologia para o aumento da eficiência hídrica e energética, sugerindo que uma das chaves para o alcance das metas de eficiência é a gestão e acompanhamento do percurso completo da energia e da água, englobando oferta e procura.

Manuel Bóia, administrador da ADENE, apresentou o percurso percorrido pela ADENE em colaboração com diversas entidades institucionais e parceiros do sistema científico e tecnológico nacional no desenvolvimento do AQUA+, denotando que este índice surge para “de forma simples e ágil valorizar o mercado na transição hídrica e nexus água-energia nos edifícios”. Suportado numa metodologia inovadora a nível mundial e pioneira na Europa, o novo índice parte da necessidade de dotar os cidadãos e o setor imobiliário de informação sobre a eficiência hídrica nos edifícios. 

Ao Belas Clube de Campo, a ADENE atribuiu o primeiro número do índice AQUA+ de eficiência hídrica dos edifícios, resultado da aplicação pioneira do índice aos novos edifícios do Lisbon Green Valley geridos pela Planbelas – Sociedade Imobiliária, S.A, tendo todos alcançado a Classe Hídrica A.

Nas sessões paralelas dos edifícios e da indústria, foram apresentados casos de estudo representativos da aplicação de melhores práticas à gestão eficiente de recursos. As apresentações por Gilberto Jordan, CEO do Grupo André Jordan, e Filipa Martins, Diretora Fabril da Matutano do Grupo Pepsico-Iberia, partilharam a experiência na aplicação de melhores práticas para o desempenho energético e hídrico de edifícios e para o uso racional de recursos em instalações industriais, respetivamente.

Para as duas apresentações da ADENE estiveram presentes Filipa Newton, Coordenadora da Unidade Hídrica da ADENE, que detalhou o funcionamento do novo índice AQUA+ de eficiência hídrica de edifícios, e Paulo Calau, Coordenador da Unidade de Indústria da ADENE, que focou as novas abordagens da Agência à gestão eficiente de recursos na indústria.

A 2ª Grande Conferência proporcionou ainda três momentos de debate muito prolíferos, envolvendo diversos especialistas e entidades, o primeiro em torno do tema “Nexus água-energia: o valor das sinergias”. Partindo dos desafios climáticos que se impõem na atualidade e do contexto político-legislativo envolvente, foram abordadas questões como a tecnologia aplicada à maior eficiência hídrica ou o potencial associado às sinergias entre água e energia na reabilitação de edifícios. Nos painéis de debate dedicados à análise específica dos setores dos edifícios e indústria estiveram em discussão a “Importância dos referenciais como catalisadores da eficiência dos edifícios” e a “Sustentabilidade e eficiência no uso de recursos na indústria nacional”.

A 2ª Grande Conferência Água & Energia volta a afirmar a importância das abordagens integradas de eficiência energética e hídrica para a descarbonização da economia e a transição energética. Foi igualmente evidenciado o nexus água-energia enquanto oportunidade de ampliação do mercado promovendo a possibilidade de novos negócios para as empresas e vetor de ação essencial na mitigação e adaptação às alterações climáticas e na  persecução de um desenvolvimento sustentável. A esta ideia, Paulo Ferrão acrescentou que a relação água-energia permitirá o investimento nas pessoas e na “valorização do conhecimento e sua transformação em valor económico”.

Pelo segundo ano consecutivo, esta Conferência possibilitou a troca de ideias e experiências entre representantes dos setores da água, da energia e dos edifícios e destacou o valor das sinergias e como estas podem contribuir para evoluir e escalar conceitos, promover a inovação e criar valor. O AQUA+, o grande destaque do evento, surge como uma manifestação deste facto ao constituir-se como novo motor de uma mudança de paradigma na eficiência e sustentabilidade do edificado.
Esta edição da Grande Conferência Água & Energia  contou com uma intervenção do Senhor Secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba, e com a parceria institucional da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), da Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), do Laboratório Nacional de Engenharia e Geologia (LNEG), do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), das Águas de Portugal (AdP), da Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP), da Associação Portuguese de Promotores e Investidores Imobiliários (APPII), do IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, do LIS-Water – Centro Internacional de Lisboa para a Água e do Turismo de Portugal.

Veja o vídeo de lançamento do AQUA+

Veja a galeria de fotos desta Grande Conferência Água & Energia. 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email