Famílias carenciadas recebem “vouchers eficiência” para combater a pobreza energética

No âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), o Governo vai avançar com uma estratégia nacional para tornar as habitações das famílias portuguesas mais eficientes, combatendo a pobreza energética. Este apoio conta com uma dotação total de 130 milhões de euros.

 

Deste montante, 26 milhões destinam-se a agregados familiares com carências económicas, que irão receber “vouchers” de 1.300 euros para tornar as suas habitações mais eficientes.

Estima-se que estes 26 milhões cheguem a 20 mil agregados, mas tudo dependerá das candidaturas e do investimento que cada família necessite.

Os vales vão cobrir a totalidade das despesas para tornar as casas mais eficientes e serão aplicados diretamente na compra de materiais e equipamentos como fogões elétricos, aparelhos de climatização, etc. que venham a aumentar o conforto e a eficiência. O apoio também poderá ser utilizado para financiar obras que melhorem a eficiência energética das habitações, incluindo substituição de portas, de janelas ou do revestimento de paredes exteriores e de coberturas.

Quase um quarto da população não consegue aquecer as casas e 24,4% vivem em edifícios com infiltrações de água ou humidade. A estratégia adotada pelo Governo para combater a pobreza energética está sob consulta pública e tem como objetivo reduzir gradualmente estes problemas até 2050.

 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email