Eficiência Hídrica na Indústria, ADENE e parceiros da rede EnR trocam experiências

Atualmente os setores da indústria e de serviços são responsáveis pelo consumo de 39% da energia final da Europa, a que correspondem 21% das emissões europeias de gases com efeito de estufa (Eurostat 2016). Contudo, as indústrias europeias estão a implementar progressos importantes no aumento da sua eficiência energética e na transição para o uso de formas de energia de baixo carbono, em linha com a Nova Estratégia Industrial, apresentada em Março de 2020, que visa tornar a indústria europeia mais verde, circular e digital, reforçando também a sua competitividade.  

Este é um dos temas trabalhados e mais recentemente debatidos no seio da rede EnRum grupo de 25 Agências de Energia Europeias, com responsabilidades na dinamização de programas e políticas de eficiência energética, energias renováveis e mitigação das alterações climáticas em toda a Europa.

A ADENE irá presidir à EnR em 2022 e, enquanto membro da rede, tem participado ativamente em iniciativas que visam a partilha de experiências, tendo a última ocorrido em fevereiro, sob a forma de um workshop digital sobre o tema “Descarbonização de Indústrias e Empresas”.  

Este workshop deu a conhecer, às Agências Nacionais de Energia, os caminhos para a descarbonização industrial, para a meta de 2050, apresentando os principais resultados das iniciativas Europeias e Internacionais sobre o tema. A ADENE, explorou o tópico “Nexus Água-Energia, na Indústria”, com uma visão global do problema, as barreiras à implementação de medidas potenciadoras de um nexus água-energia mais eficienteos resultados de casos de estudo e projetos recentes que tem vindo a coordenar e nos quais participa, e identificou as oportunidades de implementação do nexus água-energia através de pontos comuns outras políticas e planos estratégicos nacionais e europeus. 

Um dos projetos em que a ADENE está ativamente envolvida nesta temática é o projeto LEAP 4 SME, que procura apoiar os Estados Membros na implementação de políticas de incentivo à eficiência energética e de recursos (incluindo a água), facilitando o acesso das pequenas e médias empresas a auditorias energéticas e consequente implementação das medidas identificadas

 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email