C

Comunidades de energia: como combater as alterações climáticas sem deixar ninguém para trás?

José Queirós de Almeida

Chief Marketing Officer

04.10.2021

3

min. de leitura

“Para poupar energia, não se queixe da fatura da eletricidade, desligue a luz”.

De forma simplificada, esta tem sido a resposta que os consumidores de energia recebem das empresas comercializadoras de energia, enquanto os valores das suas faturas vão crescendo, em grande parte em resultado de variáveis dificilmente compreensíveis, se não mesmo incompreensíveis. Ao mesmo tempo, os desafios da luta contra as alterações climatéricas e a pobreza energética exigem uma resposta diferente. E é disso que se trata, de encontrar soluções em vez de (continuarmos) a discutir problemas.

Tendo por base a evolução tecnológica do sector, as comunidades de energia estão a crescer exponencialmente em todo o mundo para responder ao desafio de energia limpa para atender às metas de Neutralidade Carbónica e garantir preços de energia acessíveis e combater a pobreza energética. Na Europa, espera-se que cerca de 37% das residências participem em comunidades de energia até 2050. Nos EUA, os projetos solares comunitários já representam 11% do total de energia vendida e, apenas no ano passado, foram instalados 3,1 GW de energia fotovoltaica através de comunidades de energia.

Com base no seu Sistema Operativo para comunidades de energia, a Cleanwatts assume a liderança na implementação do primeiro projeto em Portugal, em parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Miranda do Douro, ao abrigo do novo regime jurídico criado pelo Decreto-Lei n.º 162/2019, que transpõe parcialmente a Diretiva Comunitária 2018/2001 (RED II). Este é o primeiro projeto de mais de 100 comunidades que a Cleanwatts espera implementar em Portugal nos próximos meses. Paralelamente, a empresa já está a expandir a utilização do seu Sistema Operativo noutros mercados, nomeadamente Europa e EUA.

Desenvolvido especificamente para endereçar as necessidades dos vários participantes das comunidades de energia, o Sistema Operativo da Cleanwatts combina os benefícios da eficiência energética com a gestão de ativos de energia distribuída (solar, baterias, veículos elétricos, equipamentos de climatização, etc.) de modo a maximizar o valor da energia produzida, armazenada e consumida no âmbito de uma comunidade de energia, permitindo que os seus participantes beneficiem de energia limpa mais barata do que a energia de mercado.

O benefício da abordagem da Cleanwatts é suportado pelas soluções de Inteligência Artificial de poupança de energia e pelo compromisso de investimento até 2% dos proveitos em causas sociais da respetiva comunidade. Adicionalmente, a Cleanwatts permite às empresas e pessoas que queiram investir em energia solar a possibilidade de gerarem mais rendimentos do que o tradicional investimento em painéis solares, graças à possibilidade de venderem os excedentes de produção à sua comunidade de energia.

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

S

Sobre o autor