Incentivos

A informação disponível no certificado energético permite aceder a incentivos de âmbito local/municipal ou nacional.

Como posso aceder a incentivos?

Para aceder a incentivos deverá dispor de um imóvel com certificado energético. Os incentivos são normalmente diferenciados e incidem sobre diversos aspetos do certificado como:

  • Classe energética – Respeitante aos imóveis mais eficientes. Tipicamente são beneficiadas as classes energéticas A e A+;
  • Medidas de melhoria – Respeitante às medidas de melhoria identificadas pelo perito qualificado. Com base nessas medidas de melhoria é possível, caso estejam em vigor sistemas de incentivos, aceder aos mesmos.

Para saber quais os incentivos em vigor consulte a informação abaixo.

Como posso saber se o meu imóvel é elegível?

Os novos certificados energéticos bem como os certificados já emitidos desde 1 de dezembro de 2013 e que sejam novamente descarregados da plataforma SCE via perito qualificado possuem informação sobre os incentivos financeiros em vigor. Verifique o seu certificado!

Incentivo disponível
[icon Incentivos do Certificado Energético]Caso o seu certificado disponha deste símbolo, significa que, à data do seu registo ou atualização existia um incentivo disponível.
Este símbolo é apresentado, de momento, apenas para incentivos de âmbito nacional e poderá incidir sobre o tipo de medidas de melhoria (colocação de isolamento térmico, substituição de janelas, etc..) ou a classe energética que é possível atingir após implementação dessas medidas.

Para saber mais sobre os incentivos de âmbito local ou municipal, consulte o seu Município.

 

Candidaturas para implementação de medidas de eficiência energética em Edifícios

Através do Fundo de Eficiência Energética (FEE), o Ministério da Economia lançou candidaturas para promover a implementação de medidas de eficiência ao nível do aquecimento solar térmico (AQS), instalação de janelas eficientes, requalificação de isolamentos térmicos e iluminação eficiente:

  • Aviso 20 – Edifícios Eficientes 2016 - destina-se a otimizar as soluções de uso e consumo de energia no sector dos edifícios que representa cerca de 30% do consumo total de energia em Portugal.

 

Mapa do Site

Particulares

Empresas

Estado