Candidaturas para beneficiários de Variadores Eletrónicos de Velocidade - VEV

Apoio à Eficiência Energética

Estão abertas as candidaturas para a seleção de entidades que poderão beneficiar de um incentivo na aquisição de VEV e prestação de serviços associados a esse mesmo fornecimento.

Esta ação tem em vista a implementação de duas medidas tangíveis no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica 2013-2014 (PPEC 2013-2014), da ERSE:

  • «ADENE_TI2 - APLICAÇÃO DE VARIADORES ELETRÓNICOS DE VELOCIDADE NA AGRICULTURA E INDUSTRIA»;
  • «ADENE_TC3 - APLICAÇÃO DE VARIADORES ELETRÓNICOS DE VELOCIDADE EM SISTEMAS DE CAPTAÇÃO E TRATAMENTO DE ÁGUAS»

As entidades interessadas deverão consultar os requisitos de qualificação no Regulamento destes procedimentos e apresentar as suas candidaturas através do envio dos respetivos formulários através do endereço de e-mail indicado nos mesmos.

 

APLICAÇÃO DE VARIADORES ELETRÓNICOS DE VELOCIDADE NA AGRICULTURA E INDUSTRIA (ADENE TI2)

Formulário de candidatura

Ficha de Candidatura Procedimento Beneficiários VEVs Agricultura e Indústria

 

Documentos de procedimento

Errata 2 ao Procedimento VEV's Agricultura e Indústria

Errata 1 ao Procedimento VEV's Agricultura e Indústria

Regulamento do Procedimento Beneficiários VEV's Agricultura e Indústria

Lista das empresas fornecedoras VEVs Agricultura e Indústria

 

VARIADORES DE VELOCIDADE EM SISTEMAS DE CAPTAÇÃO E TRATAMENTO DE ÁGUAS (ADENE TC3)

Formulário de candidatura

Ficha de Candidatura Procedimento Beneficiários VEVs Águas

 

Documentos de procedimento

Errata 3 ao Procedimento VEV's Águas

Errata 2 ao Procedimento VEV's Águas

Errata 1 ao Procedimento VEV's Águas

Regulamento do Procedimento Beneficiários VEV's Águas

Lista das empresas fornecedoras VEVs Águas

 

 

Esclarecimentos

Os interessados podem apresentar pedidos de esclarecimento de quaisquer dúvidas surgidas na compreensão e na interpretação dos presentes regulamento, os quais devem ser solicitados, por escrito, à entidade promotora, até ao 5.º dia útil fixado para a entrega das candidaturas, utilizando para o efeito o endereço eletrónico indicado no n.º 3 do artigo 14.º no programa de procedimentos de cada uma das medidas.

Os esclarecimentos a que se refere o ponto anterior são prestados, por escrito, pela entidade promotora, até ao dia anterior ao termo do prazo para apresentação das candidaturas.

Os esclarecimentos referidos nos pontos anteriores serão disponibilizados no endereço eletrónico www.adene.pt/ppec, ficando deste modo assegurada a necessária publicidade a todos os interessados.

 

Perguntas e Respostas

#P1 - Quem poderá realizar as Auditórias Energéticas no âmbito do regulamento de procedimento das medidas:
a) ADENE_TC3 - APLICAÇÃO DE VARIADORES ELETRÓNICOS DE VELOCIDADE EM SISTEMAS DE CAPTAÇÃO E TRATAMENTO DE ÁGUAS
b) ADENE_TI2 - APLICAÇÃO DE VARIADORES ELETRÓNICOS DE VELOCIDADE NA AGRICULTURA E INDUSTRIA

#R1 - As auditorias energéticas terão de ser realizadas por uma empresa credência para o efeito e terá de ser independente à ADENE - Agência para a Energia bem como à empresa concorrente ao regulamento de procedimento e à empresa beneficiária.


#P2 - O que considerar na “Instalação” de um variador de velocidade no âmbito do regulamento de procedimento das medidas:
a) ADENE_TC3 - APLICAÇÃO DE VARIADORES ELETRÓNICOS DE VELOCIDADE EM SISTEMAS DE CAPTAÇÃO E TRATAMENTO DE ÁGUAS
b) ADENE_TI2 - APLICAÇÃO DE VARIADORES ELETRÓNICOS DE VELOCIDADE NA AGRICULTURA E INDUSTRIA

#R2 - Entende-se como “Instalação” a fixação do VEV (Variador Eletrónico de Velocidade) no local identificado bem como a ligação dos cabos elétricos a este equipamento, não sendo contemplado qualquer trabalho adicional ou equipamento (exemplo: trabalho de alvenaria entre outros trabalho bem como qualquer material elétrico como quadro elétrico, filtros, cabos elétricos entre outros).

 

 

Medidas financiadas no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência
no Consumo de Energia Elétrica aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos

Mapa do Site

Particulares

Empresas

Estado